segunda-feira, 10 de setembro de 2012

A Carta Arqueológica...

Com algum atraso relativamente ao previsto inicialmente foi agora publicada a Carta Arqueológica de Mora que reúne os dados de cerca de 100 anos de investigação realizados neste concelho.
Com esta publicação termina, também, o objectivo deste Blog... por isso, esta será a última mensagem a ser aqui publicada.
Quem pretender adquirir esta obra deverá fazê-lo na Câmara Municipal de Mora (pessoalmente ou solicitando o seu envio à cobrança)
A todos os que nos acompanharam neste projeto, a todos os colegas e alunos que nela participaram, a todas as entidades que nos apoiaram, a todos os proprietários que nos abriram as portas das suas herdades...A TODOS, o nosso obrigada. 






2 comentários:

CONFRARIA dos AMIGOS de PAVIA disse...

Pavia tem tanto e de momento não tem nada ! Uma região com um património megalítico de fazer inveja a muitos, com grande quantidade de antas e outros achados arqueológicos - vestígios de um castelo pré-histórico, uma cerca pré-histórica, um alinhamento de menires e algumas pedras de abrigo de cariz religioso também vindas da pré-história...e não se faz nada ! PAVIA merecia mais, aliás PAVIA merecia uma oportunidade. PAVIA deveria ter um Museu, um Núcleo ou mesmo porque não, um Centro Interpretativo do Megalitíco Portugûes no centro da vila, bem junto à Anta/Capela - o ex-libris da vila e prova deste valioso património ! Mas não é assim...cá não chega nada ! A aposta vai ser em Mora...e Mora já tem tanto - Casa Museu, Discoteca, Fluviário, etc...A desertificação começa e acaba assim ! Olhem para o concelho ao lado - Arraiolos ! Veja o que existe no Vimieiro.

AMAzônia PAtrimónio disse...

Entendo. Em todo o caso, o papel de um Museu em Mora deve ser o de recomendar aos visitantes uma visita indispensável aos monumentos de Pavia, anta-Capela incluída.
Pavia tem, certamente, o melhor do Megalitismo de Mora.